Gênesis: Conheça a linda história de amor de Rebeca e Isaque, pais dos gêmeos Jacó e Esaú

Atores Bárbara França e Guilherme Dellorto reeditam par romântico agora na trama bíblica


15 de junho de 2021

Foto: Reprodução Record TV/Montagem

Depois do sucesso do casal Fernanda e Pedro Antônio, em Amor Sem Igual, Bárbara França e Guilherme Dellorto voltam a formar um par romântico, agora em Gênesis. Os dois interpretarão Rebeca e Isaque, que têm uma linda história de amor. No capítulo desta segunda, 14, Abraão (Zé Carlos Machado) deu uma missão ao seu homem de confiança Eliezer (Eucir de Souza). Ele pede ao servo para encontrar, na sua terra de origem e entre seus parentes, uma moça para se casar com Isaque (Guilherme Dellorto). “O senhor vai orientar Eliezer a escolher a mulher ideal, a esposa que dará origem a sua nação”, diz Abraão ao filho.

A princípio, o rapaz mostra-se receoso. “Tem certeza que isso vai dar certo? Como é que eu vou aceitar uma completa estranha deitada no meu leito?”. Mas como sempre, o apóstolo afirma que é só confiar no seu Deus. Eliezer pega 10 camelos e vários bens de Abraão e segue para a Mesopotâmia. Ao chegar próximo a um poço, no horário em que as mulheres saíam para tirar água, ele fala com o Senhor. “O pedido que te faço é que quando eu pedir a uma delas que me dê de beber, se ela disser, ‘Sim, com certeza, e posso até tirar também água para os teus camelos!’, que seja essa a que tu designaste como mulher de Isaque. Assim, ficarei a saber que estás a agir com bondade para com Abraão”.

ELIEZER PEDE AJUDA A DEUS PARA ENCONTRAR ESPOSA PARA ISAQUE E SE VÊ DIANTE DE REBECA

Logo que Eliezer termina de orar, surge diante de si Rebeca (Bárbara França), uma moça linda e formosa. Assim que Eliezer pediu água, a jovem prontamente o atendeu, servindo também os camelos. Ao ver a nobre atitude da moça, ele entrega a ela um pendente de ouro e duas pulseiras e pergunta quem são seus pais. “Meu pai é Betuel, filho de Milca e Naor”, conta. Para quem não lembra, Naor (Jorge Pontual) é irmão de Abraão. Eliezer pede para ser levado até a casa da família dela. E é recebido por Labão (Brenno Leone) e Betuel (Roberto Bonfim), irmão e pai da moça. Eliezer conta toda a história sobre o pedido de Abraão, e eles aceitam que a jovem vá com ele.

Num primeiro momento, eles pedem que ela só viaje após 10 dias. Mas diante da insistência do servo de Abraão, eles questionam Rebeca e ela aceita partir naquele momento com ele. Ela vai acompanhada também de sua ama, Débora. Assim que chegam próximo ao acampamento, Isaque está terminando de orar, num local bem próximo.  “Quem é aquele homem que vem ali pelos campos em nossa direção”, quer saber Rebeca. Eliezer fala que é o patrão dele. Nisso, Rebeca cobre o rosto com o véu. Assim que se veem pela primeira vez, Isaque e Rebeca já se encantam um pelo outro.

REBECA E ISAQUE SERÃO PAIS DOS GÊMEOS ESAÚ E JACO, QUE SE TORNARÃO RIVAIS

Isaque leva a moça para a tenda que era de Sara. Depois, logo se amam. Os anos se passam e Rebeca demora para engravidar. Isso só acontece quando Isaque já estará com 40 anos. E a notícia que os deixa radiante é de que a moça espera gêmeos. Durante a gestação, várias vezes, ela se assusta, de tanto que os bebês mexem em sua barriga. “Deus disse que meus filhos vão originar duas nações, um povo mais forte que o outro. E que o maior servirá o menor. Por isso eles lutam, mesmo ainda no ventre”, fala ela, à sua serva Débora.

Mas Rebeca pede que Isaque nunca fique sabendo de nada disso. Ela dá a luz Esaú (Cirillo Luna) e Jacó (Miguel Coelho). Com o passar dos anos, apesar de Esaú ser o primogênito e mais próximo do pai, Isaque, Rebeca tem certeza que Jacó era o verdadeiro herdeiro da benção de Deus. E ela ajuda o filho a ter o direito de governar as terras após a morte do marido, se passando por Esaú. O fato cria uma inimizade grande entre os irmãos, que só irão se reconciliar mais tarde. Na fase adulta, Isaque será vivido por Henri Pagnoncelli, e Rebeca, por Selma Egrei